10 Etapas Essenciais Para Gerenciar Seu Dinheiro Da Maneira Certa

habilidades de programação

Gestão de dinheiro ruim, é desagradável e você provavelmente não quer nada a ver com isso.

No entanto, uma boa parte dos brasileiros não administram adequadamente o seu dinheiro. Algumas fontes relatam que os brasileiros são muito ruins quando se trata de suas finanças em comparação com outros países desenvolvidos.

No entanto, há esperança para você se estiver neste grupo de pessoas.

Existem algumas grandes estratégias testadas e aprovadas, que você pode aprender para gerenciar seu dinheiro da maneira correta.

Vamos dar uma olhada.

Ter um plano de gestão de finanças sólido, pode ser a luz no fim do túnel, para as pessoas que tentam pôr a sua vida financeira em ordem.

Se você é como eu e tem várias contas bancárias, cartões de crédito, e coisas assim, muitas vezes obter um controle e entender completamente seu estado financeiro pessoal pode parecer assustador e uma luta difícil.

Mas se você não tomar as medidas adequadas para se organizar e realmente aprender maneiras de gerenciar melhor suas finanças, você vai se sentir como se estivesse nadando contra a corrente.

Gerenciar seu dinheiro, como qualquer coisa, leva tempo para aprender e melhorar. E para dominar, também é preciso compromisso e uma compreensão sólida da sua situação financeira. Estes são os primeiros passos na gestão eficaz do dinheiro.

Todos e qualquer um que alguma vez assumiu o controle de suas finanças passaram por isso; e colocar sua vida financeira em ordem, mais cedo ou mais tarde, é de extrema importância.

Aqui estão 10 etapas fundamentais para ajudá-lo a gerenciar seu dinheiro da maneira certa:

1. Criar um orçamento

Primeiramente, crie um orçamento, se você ainda não tiver feito.

É necessário? Os limpadores de para-brisas são necessários na chuva? Confie em mim, você precisa de um.

Criar e manter um orçamento pode parecer um pouco difícil de alcançar no início, mas compensa no final.

O orçamento ajuda-nos a ver com clareza e transparência total a nossa situação financeira e isso é de maior importância para uma melhor gestão do seu dinheiro.

É o primeiro passo para, nos ajudar a pagar dívidas e começar a economizar para despesas futuras, como uma hipoteca, um carro e sua aposentadoria. É o que trará equilíbrio à sua vida financeira e lhe dará paz de espírito.

Para começar, você precisará entender suas despesas e sua renda. Isso é resolvido nas duas etapas a seguir:

2. Entenda suas despesas

Peça a uma pessoa que não seja capaz de lhe dizer o quanto gasta um mês, e provavelmente não vão conseguir se organizar. Isto é comun.

Muitas pessoas realmente não sabem o montante total de despesas que geram em um determinado mês. Este é um problema, mas há uma solução fácil para ele.

Aqui está: por um mês, mantenha o controle de todas as suas despesas. Pegue todos os recibos (mantimentos, contas de restaurantes, serviços públicos, etc.) e veja seus extratos bancários e adicione todas as suas despesas.

Lembre-se de manter o controle das despesas pagas em dinheiro, bem como cartões de crédito.

A idéia é ter todas as suas despesas (variáveis e fixas) contabilizadas para obter um valor total.

Isso permitirá que você veja toda a imagem e saiba como gerenciar suas despesas no futuro. Você também vai querer comparar seu desempenho histórico ao longo do tempo.

3. Entenda sua renda

Peça a qualquer um que lhe diga o quanto ganha por mês e, embora provavelmente não lhe digam, internamente eles sabem.

Esta é a diferença entre renda e despesas, a maioria das pessoas sabe sua renda mensal completa, mas tem menos conhecimento de suas despesas mensais completas.

No entanto, o objetivo é descobrir suas despesas totais e subtraí-la de sua renda total para o mês em questão. Veja como os resultados devem ser apresentados:

  • Se você acabar com um número negativo, isso significa que você gastou mais do que ganhou. Ações a tomar? Reduza seus gastos e despesas até que o total atinja zero.
  • Se você acabar com um número positivo, isso é bom e significa que gasta menos do que ganha. Ações a tomar? Você pode aumentar seus pagamentos de dívidas ou aumentar suas economias.

Depois de entender sua renda, suas dispesas e ter uma compreensão firme do dinheiro que entra e sai da sua vida, é hora de tomar algumas medidas adicionais para melhor gerenciar seu dinheiro.

4. Consolide sua dívida

Dívida, a palavra temida. Ninguém gosta de dívidas. Ninguém. E a maioria das pessoas que precisam de ajuda para gerenciar dinheiro realmente precisam de ajuda para sair da dívida.

Soa familiar? Se você é como a maioria dos brasileiros (80%), então você provavelmente tem dívidas.

A primeira coisa a fazer é controlá-la e trabalhar para se livrar dela. Se você tiver dívidas de cartão de crédito, empréstimos e outras dívidas; procure consolidá-las e tente obter a menor taxa de juros possível.

habilidades de programação

Novamente, é tudo sobre tomar as medidas adequadas para controlar o seu dinheiro. Existem opções que permitem combinar várias dívidas, como cartões de crédito e empréstimos, em uma conta em vez de pagá-las individualmente.

Se você tiver apenas uma dívida de cartão de crédito e tiver um orçamento apertado, tente pagar pelo menos o valor mínimo assim que receber a conta do cartão de crédito.

Então, se suas finanças o permitirem, e você se deparar com algum dinheiro, tente fazer o mesmo pagamento algumas semanas depois.

Tente manter este ciclo de pagamento até que sua dívida seja totalmente paga.

5. Corte ou remova despesas desnecessárias

Grande fã do Starbucks? Se você está comprando um Venti Caffe Latte todos os dias (tão delicioso como ele é) que é cerca de 15R$ fora de sua carteira todos os dias.

Multiplique isso e você pode estar gastando cerca de 5000R$ por ano apenas nisso. Talvez, só talvez, você considere fazer seu café em casa, para economizar esse dinheirinho.

Pagando por uma academia, mas fazendo ioga no seu quintal? Cancele. Pense muito em outras associações, assinaturas, contas que você está pagando, mas que poderia viver sem.

Lembre-se, a idéia é aprender a gerenciar melhor suas finanças levando tudo e cada centavo em conta.

Então, faça uma “limpeza de primavera” e corte despesas onde quer que você veja uma oportunidade e especialmente se é algo que não afeta sua vida em grande medida.

6. Criar um fundo de emergência

Me*** acontece e é bom estar preparado. Os fundos de emergência são uma parte importante de um plano financeiro pessoal saudável.

Em quase todos os casos, você não deve tocar ou tirar dinheiro do fundo, em vez disso, deixá-lo sentado lá ganhando juros.

Se você perder seu emprego ou surgir uma despesa infeliz ou inesperada, como o seu carro quebrar ou uma árvore caindo no seu telhado, esse é o momento em que você deve tocar nele.

7. Economize 10 a 15% para a aposentadoria

Eu sei que está longe, mas se você quiser tomar margaritas na praia em baixo de um guarda-sol, quanto mais cedo você começar a economizar para a aposentadoria, melhor você estará em seus anos dourados.

A primeira coisa deve ser estabelecer uma meta de poupança, uma que lhe diga aproximadamente quanto você deve reservar ao longo do tempo para atingir seus objetivos de aposentadoria, que lhe permitirá viver o tipo de estilo de vida que você imagina.

Digamos que você tem 21 anos e não tem nada guardado, mas acabou de ser oferecido um emprego pagando 40 mil reais por ano. Se você economizar 10% de sua renda anualmente, então, com a idade de aposentadoria de 67 anos, você terá 2,5 milhões de reais economizados!

8. Revise e entenda seu relatório de crédito

Por que os relatórios de crédito são tão importantes? Porque eles são.

Um relatório de crédito é um número aproximadamente entre 150 e 900 que serve como uma pontuação/grau de fatores de seus empréstimos atuais e anteriores, cartões de crédito, hipotecas e quaisquer outras dívidas relatadas.

Ele serve para determinar o quão digno de crédito você é e essa pontuação tem um impacto direto em sua futura capacidade de empréstimo. É importante que você analise e entenda seu relatório de crédito para garantir que ele tenha todas as suas informações atualizadas e para identificar possíveis erros (estima-se que 2 a 3% dos relatórios contenham alguns erros que podem afetar sua pontuação geral).

Se você quiser apontar para uma ótima pontuação de crédito, mantenha seus saldos de cartão de crédito baixos e trabalhe no pagamento de sua dívida em vez de movê-la de conta para conta.

habilidades de programação

9. Usar uma ferramenta ou aplicativo de finanças pessoais

Suas finanças já são complicadas, vamos descomplicá-las.

Como?

Comece guardando sua calculadora Casio.

Existem ferramentas novas e gratuitas por aí que lhe mostrarão formas de gerir o dinheiro, bem como fazer todo o trabalho de orçamento.

Muitas ferramentas como Quicken para Windows ou o aplicativo gratuito MoneyStrands permitem que você consolide, gerencie e controle com segurança seu dinheiro em um só lugar.

Com o MoneyStrands você pode ter acesso a todos os seus saldos de conta, transações financeiras, hábitos de gastos e orçamentos, e tomar todas essas informações para começar a tomar decisões mais inteligentes e alcançar seus objetivos financeiros.

10. Siga os recursos de gerenciamento de dinheiro

Conhecimento é poder. Todo guru financeiro que conhecemos hoje começou como você e eu. Eles simplesmente aprenderam e se educaram continuamente e transformaram sua paixão em sua profissão.

Os profissionais financeiros podem lhe dar alguns conselhos muito necessários sobre como gerenciar seu dinheiro da maneira certa, bem como algumas histórias inspiradoras para que você se concentre em ser a melhor versão de si mesmo.

A chave ao pesquisar qual especialista seguir é prestar atenção cuidadosamente ao que eles dizem, absorvê-lo, e apenas pegar os conselhos ou orientações que podem realmente ajudar o seu caso.

Alguns de seus jargões financeiros podem estar fora do seu alcance, então procure mais por esses grãos de sabedoria que podem se aplicar a você e aos seus.

No geral, mantenha-se bem informado, pratique uma boa gestão financeira, e talvez um dia você seja o próximo guru de finanças pessoais e tenha milhares, se não milhões, de pessoas compartilhando seu conteúdo e buscando sua experiência sobre a melhor maneira de gerenciar seu dinheiro. Tudo é possível.

habilidades de programação

Ser capaz de gerenciar eficazmente seu dinheiro fará com que a vida flua muito mais suavemente, para não deixar de mencionar, ajuda a diminuir seus níveis de estresse. Ser bem organizado também lhe poupará tempo e poupará potenciais dores de cabeça no futuro. E ninguém quer isso.

Então, vá até lá e dê os primeiros passos mapeando sua estratégia financeira pessoal, com o objetivo sempre presente em mente, de ser capaz de gerenciar suas finanças melhor do que antes. Muitos outros fizeram isso e você também pode.

Pense no quão doce serão as margaritas na praia daqui a muitos anos.

Conte-nos se você tiver outras maneiras bem-sucedidas para gerenciar seu dinheiro, que não apareçam acima!

Leave a Reply